Nome: Alexander Pérez

Idade: 23

Nacionalidade: Colômbia

Escolaridade: Estudante de Negócios internacionais

Você sempre pensou em estagiar fora ?

Alexander Pérez: Para mim, sempre foi um objetivo conhecer diferentes países do mundo por causa da profissão que estou estudando, e é por isso que eu tinha em mente fazer estágios em um país diferente da Colômbia, com o objetivo de aprender novas culturas, costumes e crescer como pessoa e futuro profissional.

Como conheceu o programa de estagio da Klem?

AP: O programa de estágio na fazenda de Klem, eu o conheci porque a Corporación Universitaria del Huila “CORHUILA” de Colômbia já havia feito um acordo com os estudantes de Negócios Internacionais, para fortalecer seus conhecimentos e apoiar seu processo de aprendizagem, com foco em um perfil profissional com desenvolvimento e compromisso.

Teve apoio de família e amigos ?

AP: Considero que o apoio da família é muito importante e, ainda mais, com projetos educacionais, como neste caso, um estágio internacional, uma vez que é motivação para construir seu futuro como pessoa, alcançar seus objetivos e, portanto, ter uma história a contar.

O que te motivou a fazer estagio na Klem?

AP: Minha principal motivação foi sempre pensar em aprender a ser um empresário e de que maneira melhor do que em um país com uma cultura muito exótica e interessante, em uma empresa dedicada a uma das questões mais importantes para o presente e o futuro das pessoas, a comida orgânico, neste caso, café orgânico especial como produto principal e com grandes projeções em culturas de banana e abacate orgânico.

Está gostando de ficar aqui no Brasil ?

AP: Cheguei no Brasil no primeiro de fevereiro, e posso garantir que, desde a chegada, vi lugares muito agradáveis, a cidade de Luisburgo em particular, é uma cidade muito tranquila, com foco na produção de café e pessoas impressionantes com uma cultura agradável .
Ainda tenho muito a descobrir neste país maravilhoso.

O que mais te agrada ?

AP: O que mais gosto é o empenho e a dedicação das pessoas com o seu trabalho, o entusiasmo e o carisma que contribuem para o desenvolvimento de uma sociedade em melhoria contínua.

O que mais sente falta da Colômbia?

AP: Há alguns dias que estou no Brasil, não há muitas coisas que sinto falta da Colômbia ainda, no entanto família, comida e amigos, pouco a pouco você sente falta deles, mas também acho que esse tipo de experiências o fazem crescer como pessoa e você aprende a valorizar as coisas ao seu redor.

Algo a mais a acrescentar ?

AP: Sinceramente sinto-me muito agradecido com a fazenda de Klem pela oportunidade que me deram para fazer parte do seu projeto especial de café orgânico que está crescendo cada vez mais.